As aventuras de dois gatinhos vira-latas Brasileiros em terras Canadenses

Sunday, October 18, 2015

Que loucura, segundo post do dia!

É gente, vai ter dois posts no mesmo dia, que loucura!!! É 8 ou 80, ou não escreve por 2 meses ou escreve tudo em 1 dia, hahaha! Mas é que o post comemorativo eu já tava rascunhando há um tempo, pra postar quando de fato fizesse 6 meses, só que a tosca aqui perdeu a data e não postou no dia certo (que deveria ter sido dia 10 de Outubro), HUE! Então só copiei e colei ele, e pimba! Mas também resolvi escrever um post pra essa semana mesmo (até porque, tenho que fazer hora até a galera aqui acordar, que só eu que pulo da cama cedo nesta família, hehehe)

Então o que temos pra contar? Bom, a vida está bem assentada no momento, acabaram-se as maluquices de trabalho insano do Tiago, porque o câmbio entrou em horário de funcionamento de inverno... Também já passaram as noites viradas pras provas finais (pelo menos por enquanto, até o final do próximo term) então já estamos entrando em uma rotina saudável, mas tão previsível, que estamos começando a buscar outras coisinhas pra chacoalhar a poeira do dia a dia.

Já tem um tempinho que acabou minha aula de yoga gratuita no parque (era só durante o verão)... Foi muito bom durou, e o encerramento foi lindo, com uma aula especial, seguida de um piquenique ao entardecer. Tudo bem que a parte do piquenique foi meio frustrante, né... Eu, toda animada, preparei minhas duas receitas naturebas de maior sucesso Internacional: o brownie vegano de abobrinha e uma limonada de berinjela, e fui, toda crente que ia abafar no mundo zen... Que nada! O povo lá é muito mais hard core que os meus bichos grilos da biologia, é a galera da suvaca colorida (just google it), de fazer miçanga pra vender no metrô, de plantar o próprio baseado... Resultado: ninguém comeu meu brownie porque não era gluten free e ninguém bebeu minha limonada porque não tinha copos descartáveis (e na boa, isso nunca foi problema pros meus coleguinhas biólogos... Bebe geral da mesma garrafa e tá tudo sussa... Francamente, galera da yoga, francamente). E quando eu digo ninguém nem provou, eu realmente digo NINGUÉM. Eu voltei pra casa com a mesma quantidade (exorbitante) de brownies... Acabamos de jogar fora os últimos pedaços (já podres) pra arrumar espaço na geladeira pros restos do banquete de Thanksgiving (acho que eu estava esperando uns 25 convidados que acabaram nunca aparecendo)

Bom, mas voltando pro assunto: desde que acabou meu yoga amado a única coisa que eu venho exercitando é a paciência, porque de resto, necas! Aí resolvi tomar vergonha na cara e semana passada comecei a frequentar a academia. "Comecei" "a frequentar" "a academia". Onde se diz "academia", Leia-se: no prédio do meu trabalho tem uma pequena academia, onde me pareceu uma ótima ideia ir chacoalhar um pouco o esqueleto, on a daily basis, depois do expediente. Onde se diz "Comecei a frequentar", leia-se: fui lá uma vez, fiz meia hora entre pedalar na bicicleta, recuperar meu fôlego, e andar numa máquina mucho loka, em que tem um ligar para colocar os pés e umas alavancas pra segurar e você fica "andando" (mais pra Robocop dislexico marchando, mas ok, you got the idea). Meia hora de exercícios e uma semana de "ai... ai... ui..." Quando parei de andar que nem o cadeirudo, resolvi voltar "a frequentar" a "academia"... A segunda vez é mais tranquilo né? Aham! Dessa vez não durei nem 8 minutos. Não, não é força de expressão... A puta da máquina conta seus segundos e ainda faz questão de ficar piscando eles de volta pra você 7:52... 7:52... 7:52... Tem certeza que já vai desistir? 7:52... Você só queimou 19 calorias... 7:52... Ah, vá se ferrar! Só de ruim ainda vou comer essas calorias todas de volta em duas lambidas de Nutella, sua biscate! Ainda forcei mais 10 minutos de bicicleta e voltei pra casa muito doida de pressão baixa... rextégui-treino rextégui-força rextégui-superação rextégui-fail

Mas eu sou brasileira, não desisto nunca... Voltei uma terceira vez. Só pra decidir que realmente odeio essa máquina do capeta. A cada 4 segundos ela me proporciona a inegável certeza de que eu sou completamente descoordenada, os braços sendo puxados e empurrados pelas malditas alavancas, sem conseguir seguir nenhum tipo de ritmo, os pés escapando das "pranchas", enfim... Mas também, que que eu queria? Demorei uma vida e ainda não consegui aprender a andar direito (tudo bem que eu tive que resetar o servidor duas vezes, né, mas ainda assim) como que eu vou aprender a brincar de "movimentos opostos fluidos e com zero impacto" em duas tentativas e meia? Seguirei tentando... Máquina maldita, hahaha!

Tiago também resolveu balançar a rotina, e entrou para uma orquestra nerd! Sim, muito maneiro, uma orquestra que toca temas de filmes e seriados, e mais músicas icônicas de cultura pop/nerd. E ainda foi num desses esquemas que só ele consegue: Foi na audition, mas sem a viola, e ainda meio enferrujado dos muitos anos sem tocar, mas desenrolou com o maestro e garantiu uma vaga na orquestra sem ter tocado uma nota, só na lábia! Se tem alguém na face desta terra que sabe se vender é esse garoto (e o Bernardo, meu irmão, que é igualzinho!) E ainda conseguiu 50% de desconto nos eventos e taxas, prometendo seus serviços de "filmógrafo" e editor de vídeo, hahahaha. Só ele mesmo! Agora ele alugou uma viola (porque a dele não coube na doidera de tralhas que a gente trouxe quando veio em Abril, e vai vir só no natal, quando teremos família visitando) pela bagatela de $14 dólares! Não, você não leu errado, são $14 dólares! Por dia? Por semana? Não, cara, por mês mesmo! Como assim??!! Muito divertido! Dá pra ser pobre e músico ao mesmo tempo, hahaha. E no começo ele ainda tentou improvisar um shoulder rest usando cuecas dobradas (é, gente, vida de pobre, fí!) mas isso não deu muito certo e ele estava ficando todo torto, aí comprou um numa promoção, hehehe. E agora está praticando sempre que pode... Mas morrendo de medo de algum vizinho vir reclamar do "barulho" mas a única vez que alguém veio falar alguma coisa foi pra elogiar, hehehe, e foi nosso Building Manager fofo!

E o semestre dele já começou com um susto: Um comunicado a todos os alunos que pra esse semestre eles iam precisar comprar equipamentos de produção de vídeo (câmeras, lentes, microfones). No comunicado eles avisavam que, apesar da faculdade ter equipamentos disponíveis para serem emprestados aos alunos, se todos fossem contar com isso, provavelmente o estoque da faculdade não ia dar conta. Também avisavam que era possível fazer os trabalhos necessários em dupla, mas que ainda assim eles altamente recomendavam que cada aluno comprasse sua própria câmera, se possível. Ai, nossas finanças! Mas depois do mini heart-attack, Tiago começou a receber, ainda durante a aula, mil mensagem de todos os alunos da turma pedindo pra ser a dupla dele, HUAHUAHUA. "Se eu comprar os equipamentos, você faz dupla comigo?" "Eu tenho tal e tal câmera, quer ser minha dupla?" hahaha, Chuchu-chucesso! Mas o final da história foi mais feliz ainda. Depois dele já ter se conformado a não comprar nada (tadinho, e ele já tá há um tempão em camera-withdraw) a gente conseguiu um apoio familiar (bolsa-família, huahuahua) e ele pôde comprar a câmera dos sonhos (usada, ok, mas a dos sonhos!) e agora está todo contentinho por aí filmando tudo que aparece pela frente! Se quiserem ver o que ele anda aprontando, tem um vídeo aqui (clique com botão direito, "salvar como" para baixar completamente antes de assistir):

http://tiago.design/blackmagic/media/GoingHome.mp4

E além disso, mais o que? Já estou começando o meu segundo voluntariado que vai ser ajudando crianças carentes que estão com dificuldades nos estudos... Esta semana foi o treinamento, e agora eles vão me "parear" com uma criança que eles achem que vai ser um bom fit! Estou ansiosa pra conhecer minha Study Buddy! E ontem na Amazônia eu estava especialmente inspirada... Já comecei a manhã, ajeitando o jato da mangueira, mirando ao infinito e além, e botando mais e mais pressão na jeringonça, até que ouvi um grito. Reguei uma funcionária... Espero que vingue e cresça! :D Depois, estava eu lá, tirando as folhas secas da copa das árvores literalmente na pressão, quando achei um mega aglomerado de folhas que não saía de jeito nenhum. Aí a bolinha de folhas secou o focinho molhado e me olhou com cara de puquêêê..? Era uma das bichos preguiça que só estava lá deboando. Tadinha, hehehe...

E acho que só isso de novidades por enquanto... Tá bom por hoje né?!

Beijos!!!

8 comments:

  1. Joaninha, 6 meses já? uauuuuuu! Adorei saber como a vida tá fluindo por aí. morro de rir com seus relatos...
    Saudade de vc, viu!? Beijo grande

    ReplyDelete
    Replies
    1. Fofinhaaa, saudades tb! Mil beijos!

      Delete
    2. Fofinhaaa, saudades tb! Mil beijos!

      Delete